GLOSSÁRIO
 L 
Leishmaniose Viceral - Vide Calazar
Lobo da Tasmânia FOTO - TILACINO
Não era um canídeo e sim um curioso marsupial carnívoro. Como os demais marsupiais possuiam uma bolsa, voltada para o traseiro, supostamente para proteger os filhotes contra a vegetação rasteira dos caminhos.
Tinha o aspecto de um cachorro vira-latas, com listras na parte posterior do corpo, popularmente conhecido por lobo da Tasmânia ou Tigre da Tasmânia.
Extinto na Austrália há dez mil anos, sobreviveu na Tasmânia até 1936, quando o último morreu no Zoo de Sidney.
O tilacino foi injustamente acusado de matar ovelhas, pois quem o fazia eram os cães pastores. Por isso foi caçado até a extinção.
http://www.naturalworlds.org/thylacine
Lobo Guará FOTO - Chrysocyon brachyurus( ingles ) Maned wolf
Vive em campos e cerrados das regiões central e leste do Brasil, leste da Bolívia , Paraguai, norte da Argentina e Uruguai. É o maior canídeo dentre os que ocorrem naturalmente na América do Sul. Seu porte grande e elegante e sua cor vermelho-dourado contrastante com as longas pernas enegrecidas, o tornam facilmente reconhecível.
De hábito solitário e monógamo, forma casal apenas no período de reprodução. É mais ativo nas primeiras horas da noite, quando anda até 25 km à procura de alimento. Alimenta-se tanto de animais como vegetais mas o que mais aprecia é uma fruta típica do cerrado, chamada de “fruta-do-lobo” ou “lobeira”.
O período de gestação é de pouco mais de dois meses. Nascem de dois a cinco filhotes, normalmente em locais reservados, como tocas abandonadas por outros animais. A coloração dos filhotes é preta e só a partir dos seis meses adquirem a coloração dos adultos. Sempre que a fêmea pressente que os filhotes podem correr algum perigo, imediatamente os transferem para um ninho mais seguro.