Site do Cachorro
Site do Cachorro
Seu perfil | Cadastro | Membros | Procura | Ajuda
Salvar senha
Usuário:
Senha:
Esqueceu sua Senha?

 Todos os Fóruns
 Discussões sobre:
 Saude
 DOENÇA DO CARRAPATO saiba os principais sintomas
 Novo tópico  Responder o tópico
 Imprimir
Próxima página
Autor Tópico anterior Tópico Próximo tópico
Page: of 2

TATI

211 Mensagens

Postada em - 07/06/2007 :  20:40:26  Mostrar perfil  Incluir resposta com citação  Incluir resposta




Carrapatos
Como agem, como tirá-los da pele de seu cão e que produto usar
Na primavera, com a chegada do calor, também aparecem os carrapatos. Para poder reproduzir-se, a fêmea precisa de sangue e seu cão é um de seus hospedeiros favoritos .
O carrapato espreita em zonas com bastante vegetação, jardins, parques, terrenos baldios. Assim, seu cão deve encontrá-los facilmente quando sai para passear.
Alguns dados técnicos sobre os carrapatos:
• As espécies mais comuns são: Rhipicephalus sanguineus, Ixodes ricinus, Ixodes hexagonus e Dermacentor reticulatus.
• Medem entre 0,35 e 1,5 centímetros
• Uma fêmea adulta coloca entre 2.000 e 4.000 ovos.
• Estes ovos podem sobreviver até três anos no meio ambiente.
• Quando jovens têm seis patas, mas na idade adulta crescem mais duas patas.
• Os carrapatos se escondem até em árvores à espera de um hospedeiro.
Quando um cão se aproxima de um carrapato, o danado saltará em cima dele, caminhando por sua pelagem até chegar a seu lugar favorito, que costuma ser:
• A região das orelhas
• Entre os dedos do pé
• Próximo aos olhos, nuca e pescoço
São nesses lugares que a pele do cão é mas fina e com maior fluxo sangüíneo.
Se o cão não for tratado com um produto antiparasitario é normal encontrarmos carrapatos. Não se preocupe, não tem nada a ver com a higiene do cão. Um simples passeio é suficiente para que seu cão tenha carrapatos. Não há cão no Brasil livre desses bichos.
De qualquer forma, é provável que não detecte o carrapato se não procurar. Seu sucesso evolutivo está justamente no fato de passarem desapercebidos. Quando picam seu cão, ele não sente, pois, antes de introduzir sua boca, parecida com um estilete, o carrapato deposita uma pequena quantidade de saliva com propriedades anestésicas. Ao picar não causará nenhuma dor.
Mas ainda assim, a picada causará danos.
Danos causados pelo carrapato:
• Lesões de pele causadas pela ação mecânica da mordida
• Efeitos tóxicos, já que a saliva do carrapato contém enzimas e neurotoxinas que pode provocar paralisias,
• Debilidade e anemia, ao consumir grandes quantidades de sangue,
• Transmissão de outras doenças.
Encontrei um carrapato no meu cão, como faço para tirá-lo?
Em primeiro lugar, arrancar o carrapato é contraindicado. O máximo que fazemos é eliminar parte do corpo, sendo que o resto fica ainda aderido ao cão, podendo provocar infecções.
O ideal é aplicar umas gotas de vaselina ou parafina ao redor, esfregá-lo um momento até que amacie um pouco a pele e depois tentar retirá-lo suavemente. Depois podemos nos desfazer do carrapato colocando-o no álcool para que não escapem os ovos e morram. É importante lavar as mãos depois de manipulá-los.
Também existem instrumentos especiais para a extração do parasita, como pinças de carrapatos, que podem ser adquiridas em lojas especializadas.
Quais são os melhores produtos contra os carrapatos?
Há vários produtos no mercado que funcionam muito bem. Os mais vendidos são Frontline e Scalibor. Frontline também protege de pulgas e Scalibor frente à leishmaniosis. A proteção mais completa oferece a combinação Scalibor com Frontline.


 

Tudo que você precisa saber sobre a Erlichiose


O que é a Erliquiose canina?
A Erliquiose é uma doença infecciosa severa que acomete os cães, causada por bactérias do gênero Ehrlichia, sendo a principal a Ehrlichia canis. Sua incidência vem aumentando significativamente nos últimos anos, em todas as regiões do Brasil.


Como o cão é contaminado?
A transmissão entre animais se faz pela inoculação de sangue proveniente de um cão contaminado para um cão sadio, por intermédio do carrapato. O parasita irá infectar os glóbulos brancos do sangue, ou seja, as células de defesa do organismo.


Qual é o vetor da doença?
O principal vetor da enfermidade é o carrapato marrom do cão (Rhipicephalus sanguineus). No entanto, a infecção também poderá ocorrer no momento de transfusões sangüíneas, através de agulhas ou instrumentais contaminados. O mesmo carrapato pode transmitir a babesiose, que em algumas situações pode ocorrer juntamente com a Erliquiose.


Quais são os sinais clínicos da Erliquiose?
Os sinais clínicos podem ser divididos em três fases: aguda (início da infecção), subclínica (geralmente assintomática) e crônica (nas infecções persistentes). Nas áreas endêmicas, observa-se freqüentemente a fase aguda da doença caracterizada por: febre (39,5 - 41,5 oC), perda de apetite e de peso, fraqueza muscular. Menos freqüentemente observam-se secreção nasal, perda total do apetite, depressão, sangramentos pela pele, nariz e urina, vômitos, dificuldade respiratória ou ainda edema nos membros. Este estágio pode perdurar por até 4 semanas e, ocasionalmente pode não ser percebido pelo proprietário. A fase subclínica é geralmente assintomática, podendo ocorrer algumas complicações tais como depressão, hemorragias, edema de membros, perda de apetite e palidez de mucosas. Caso o sistema imune do animal não seja capaz de eliminar a bactéria, o animal poderá desenvolver a fase crônica da doença. Nesta fase, a doença assume as características de uma doença auto imune, com o comprometimento do sistema imunológico. Geralmente o animal apresenta os mesmos sinais da fase aguda, porém atenuados, e com a presença de infecções secundárias tais como pneumonias, diarréias, problemas de pele dentre outras. O animal pode também apresentar sangramentos crônicos devido ao baixo número de plaquetas (células responsáveis pela coagulação do sangue), ou cansaço e apatia devidos à anemia.


Como a Erliquiose é diagnosticada?
O diagnóstico é difícil no início da infecção pois os sintomas são semelhantes a várias outras doenças. A presença do carrapato e a ocorrência de outros casos da doença na região, podem ser importantes para se confirmar a suspeita clínica. O diagnóstico pode ser feito através da visualização da bactéria em um esfregaço de sangue (exame que pode ser realizado na clínica veterinária) ou através de testes sorológicos mais sofisticados, realizados em laboratórios especializados.


Como tratar?
O objetivo do tratamento é curar os animais doentes e prevenir a manutenção e a transmissão da doença pelos portadores assintomáticos (fase sub-clínica e crônica). O antibiótico conhecido como "DOXICICLINA" é considerado o principal medicamento no tratamento da Erliquiose em todas as suas fases.


Qual a duração do tratamento?
Os critérios para o tratamento variam de acordo com a precocidade do diagnóstico, da severidade dos sintomas clínicos e da fase da doença que o paciente se encontra quando do início do tratamento. O tratamento na fase aguda pode durar até 21 dias e na fase crônica até 8 semanas.


Qual o prognóstico da doença?
O prognóstico depende da fase em que a doença for diagnosticada e do início da terapia. Quanto mais cedo se diagnostica e se inicia o tratamento, melhores são as chances de cura. Em cães nas fases iniciais da doença, observa-se melhora do quadro clínico após 24 a 48 horas do início do tratamento.


Como prevenir a doença?
A prevenção da doença é muito importante nos canis e no locais de grande concentração de animais. Devido a inexistência de vacina contra esta enfermidade, a prevenção é realizada através do tratamento dos animais doentes e do controle do vetor da doença: o carrapato. Para tanto, produtos carrapaticidas ambientais e de uso tópico são bastante eficazes.
Esta doença pode ser transmitida para o homem? Sim. Apesar de até hoje não existirem evidências de que a E. canis possa ser transmitida para o homem, existem outras espécies de Ehrlichia que podem ser transmitidas, pelo carrapato, para os cães e para o homem. Os casos de Erliquiose humana vêm aumentando muito em países como os Estados Unidos. No Brasil, esta doença ainda é pouco diagnosticada em humanos.


TATI

Editada por - TATI on 07/06/2007 21:26:27

alpha

1 Mensagens

Postada em - 19/04/2010 :  19:41:20  Mostrar perfil  Incluir mensagem com citação  Incluir mensagem
tenho um poodle de 3 anos fiz exame de sangue deu tudo dentro do normal apenas as plaquetas perto do limite baixo (acusou 180000) sera que ele esta com a doença do carrapato, no mais ele continua igual a sempre esteve se alimenta bem, corre, brinca tudo normal
Inicio da página

Nilda Bandeira

272 Mensagens

Postada em - 20/04/2010 :  08:28:03  Mostrar perfil  Incluir mensagem com citação  Incluir mensagem

 Oi Tati, 


 


Adorei esse teu texto sobre carrapatos, muito bom mesmo, esclarecedor, aprendi tudo sobre carrapatos e suas doenças.


 


Vc tem alguma matéria sobre PULGAS ? minha cadelinha usa uma coleira para pulgas e carrapatos, mas mesmo assim, de vez em qdo encontro uma ou duas pulgas nela, sei que tbm podem estar no ambiente em que ela vive, já usei alguns remédios que existem no mercado, mas qto mais a gente ter informações a respeito melhor para nós e para nossos animais tbm.


 


Parabéns pela matéria,


 Bjs !


 


 


Nilda Bandeira
Inicio da página

mudez

1 Mensagens

Postada em - 08/05/2010 :  23:20:29  Mostrar perfil  Incluir mensagem com citação  Incluir mensagem

minha cadelinha está com esses sintomas e fora feito o exame de sangue, o que apresentou baixo número de plaquetas.


ela está com muito vômito, e ateh com hemorragia, não se alimenta, mas sinto q tem sede


tem muita ansia de vomito e o vomito vem como se fosse uma espuma branca


o q devo fazer???????

Inicio da página

Bighi

2 Mensagens

Postada em - 28/06/2010 :  11:34:13  Mostrar perfil  Incluir mensagem com citação  Incluir mensagem

Tive a infelicidade de perder um Mastin Napolitano com a doença do carrapato, ele começou a andar "torto", a entrevar, e logo não conseguia mais se levantar, o vet fez exame de sangue, constatou a doença, e recomedou DOXICICLINA, no entanto, ele não comia mais, e tive que bater figado de boi cru com uma vitamina liquida e dava na seringa pra ele na força, como a doença já estava em estado avançado ele conseguiu reagir, e depois de dois dias, de tratamento com DOXICICLINA, ele começou a sangrar pelo corpo, foi triste demais, porque a doença foi aos poucos definhando o cão. um mês depois a doença acometeu o irmão dele, mas como eu já estava bastante atenta, no primeiro entrevamento que eu notei das pernas, eu dei DOXICICLINA (coloquei no meio do pão) e dei, como ele estava ótimo de apetite o tratamento foi tranquilo, foram 12 dias de tratamento, e pra que não sabe, o comprimido não é barato.Mas tive a certeza de que se diagnosticada no começo a grande chance de cura.

Inicio da página

adelmo dos santos silva

4 Mensagens

Postada em - 21/10/2010 :  01:39:48  Mostrar perfil  Click to see adelmo dos santos silva's MSN Messenger address  Incluir mensagem com citação  Incluir mensagem
oi tati valeu pela informação estou vivendo esse dilema e vou tratar de seguir essas orientaçoes que me foram muito uteis
sou apaixonado pos cachorro
Inicio da página

paulo10_dias@hotmail.com

1 Mensagens

Postada em - 07/02/2011 :  18:04:32  Mostrar perfil  Click to see paulo10_dias@hotmail.com's MSN Messenger address  Incluir mensagem com citação  Incluir mensagem
oi tati minha cachorrinha esra com a doença do carrapato e esta gravida será que vai ter algum poblema com os filhotes?
paulo serrgio dias
Inicio da página

ALESSANDRA_maytee

1 Mensagens

Postada em - 10/02/2011 :  14:07:25  Mostrar perfil  Incluir mensagem com citação  Incluir mensagem

Eu tenho um poodle de 6 anos.. vai e volta ele tem carrapato  o que me da muito trabalho , coloco remedio e volta novamente, as vezes acho ele triste e algumas poucas vezes ele vomita, mais não sei sé é por te mastigado alguma besteira que ele encontrou.


Pretendo fazer o exame para saber se ele tem a doenca, mais eu gostaria de saber se é possivel um cachorro ter essa doença por muitos tempo e sobreviver e se é posivel doença do carrapato pode ser transmitida para o ser humano atraves do cachorro., por que tenho um garoto de 11 anos e meu receio é que transmita para ele


 


 


 

Inicio da página

JuuhBarella

1 Mensagens

Postada em - 22/03/2011 :  19:21:34  Mostrar perfil  Incluir mensagem com citação  Incluir mensagem

Olá,  gostei mto dessas informações, pois minha cachorra está fraca e com anemia, levamos ela no veterinário e ele está desconfiado da doença do carrapato, fizemos exame de sangue e estou esperando o resultado, e vim pesquisar mais sobre essa doença e encontrei esse fórum, ele explica tudo certinho. Obrigada

Inicio da página

paulaandradempt@yahoo.com

12 Mensagens

Postada em - 25/03/2011 :  17:29:04  Mostrar perfil  Incluir mensagem com citação  Incluir mensagem

Oi alessandra


Tambem tenho um poodle,e ja sofri muito com os carrapatos.


O meu podle tem doze anos,ficou cego aos quatro anos,por sequela desta doença do carrapato,ja fez tres transfusão de sangue,sem contar as vezes que tratei em casa com doxiciclina (a ultima vez o tratamento foi de trinta dias) . A vet disse qu ele tem a doença cronica,entao tenho sempre que ta olhando a cor das orelhas e mucosas(se tiver muito brancas e que a anemia esta alta )Ele não da sinais da doença,nao perde a fome,nao fica triste,entao tem que ficar observando a cor dele.


Já tinha tentado de tudo contra os carrapatos,Frontline,deixava o pelo oleoso e os bichinhos adoravam ficavam ate mais gordos,Charmedog,derrubava eles na hora,mas tres dias depois tava tudo lá denovo.Entao sem a aprovaçao do vet,mas desesperada,pois parecia que ele tinha uma plantaçao de feijão no corpo,nas paredes então...Comprei na farmacia um comprimido contra piolho que dá pra criança chama-se IVERMECTIL vem dois comprimidos dou um e depois de sete dias dou o outro (aqui em uberlandia custa RS 9,00)Todos os meu caes tomam de seis em seis meses,há dois anos não tenho mais problemas com carrapatos(Ha,se eu soubesse amtes...)nunca tive problemas de reaçao com o medicamento.


Ah! antes que eu me esqueça essa doença nao passa pra humanos.


Fiquem com Deus!         PAULA


paula
Inicio da página

henrique campos

1 Mensagens

Postada em - 21/04/2011 :  10:59:09  Mostrar perfil  Click to see henrique campos's MSN Messenger address  Incluir mensagem com citação  Incluir mensagem

Bom dia!!


 


Tenho um labrador femea de 7 meses, e comprei outra de 2 meses, essa ultima veio com a doença do carrapato, constatamos mediante o exame, ja esta medicada, entao gostaria de saber:


 


Posso deixar ela junto com a outra?


Acho ela meio tristinha, posso brincar com ela ou é melhor deixar ela quetinha?


Apos medicada, quanto dias demonstra melhoras?


 


Obs: quem tiver dicar de como lidar com a doença, por favor me indica, estou ancioso para ver ela correr alegre com a outra.


 


grato


 


Henrique

Inicio da página

Rex_amor_eterno

1 Mensagens

Postada em - 30/04/2011 :  23:08:17  Mostrar perfil  Send Rex_amor_eterno an ICQ Message  Incluir mensagem com citação  Incluir mensagem

OI... HOJE É UM DIA MUITO TRISTE ... PERDI O MEU PRÍNCIPE REX


ELE ERA DE UMA RAÇA ESPANHOLA , TINHA  8 ANOS ,


PELO PRETO E OLHOS CASTANHOS  CLARO .


NA PÁSCOA ELE NÃO CONSEGUIU SE ERGUER E EU TIVE QUE CARREGÁ-LO.


ONTEM NÃO COMEU TODA A RAÇÃO  , SÓ MAIS TARDE E À NOITE


ELE TEVE DIFICULDADES PARA COMER MAS DEPOIS CONSEGUIU .


E HOJE PELA  MANHÃ ELE ...  SE CONTORCEU , GRITOU , BABOU MUITO E


ESTAVA COM DIFICULDADES PARA RESPIRAR E NÃO RESISTIU E FALECEU !


VOU REZAR POR ELE TODA NOITE ATÉ MEU CORAÇÃO SE ACALMAR !


AGORA VOU ME DEDICAR A MINHA GATINHA SIAMESA DE OLHOS AZUIS !


E UMA DOR INSURPOTÁVEL , MAS  VAI FICAR A SAUDADE EM VEZ DA DOR ! 


E DESEJO DE CORAÇÃO QUE TODOS POSSAM AJUDAR SEUS BICHINHOS DE TODAS


INDEPENDENTE DA  ESPÉCIE !


 BJKS & BYE BYE !


***RENATA J.D.S.***


 


Rex_amor_eterno
Inicio da página

GUIELMA

58 Mensagens

Postada em - 01/05/2011 :  16:51:56  Mostrar perfil  Incluir mensagem com citação  Incluir mensagem

Oi Renata....


Meus sentimentos pelo seu amigo, sei muito bem como e essa dor  insuportavel, ha quase dois anos perdi meu cachorro com Displasia Renal Juvenil, foi uma semana de sofrimento....


Mas tenho certeza q ele esta ao lado de Sao Francisco de Assis.... e q ele conforte seu coracao.


 


Bj.


Inicio da página

foxy

1 Mensagens

Postada em - 02/06/2011 :  23:21:19  Mostrar perfil  Click to see foxy's MSN Messenger address  Incluir mensagem com citação  Incluir mensagem

gostei muito de ler tudo que voces tem escrito sobre a doenca e os casos de seus bichinhos


a minha esta internada neste momento exatamente pelo mesmo motivo, fiquem atentos pessoal, as vezes os bichinhos quase nao dao sinais, ou eles podem nos confundir pra valer.


eu tenho uma lulu da pomerania a Foxy, uma princesinha, muito valente e muito forte!


super bem cuidada sempre, a foxy é um cao de apartamento como os veterinarios dizem, a um tempinho comecou a fazer um xixi absolutamente forte, quase laranjado, aumentou a quantidade tambem! nao dei bola achando que era pela troca de racao que havia acontecido, quando busquei uma informacao basica na internet descobri que era a ectericia!


finalmente levei no veterinario, um rapaz novo e muito atencioso, depois de muitos exames, em especial do ultrason, o veterinario estava convencido que ela tinha uma pancreatite entrando em estado agudo, com uma hepatite tambem! e ela comecou a ser tratada para essa pancreatite, (cagada) o tratamento de pancreatite, é simplesmente impedir que o cachorro coma por via oral de 24 a 48 horas para dar uma "folga" para o pancreas, e aih siiim eu vi minha pequena ficar abatida! (SEM COMIDA)


assustada eu procurei a melhor profissional veterinaria da regiao, com todos os exames que ela ja tinha feito, a veterinaria foi categorica em supeitar de um problema no FIGADO, e por causa de uma grande alteracao no BASSO, me perguntou se a Foxy ja tinha pego carrapatos, e eu nem me lembrava, mas estive com ela por algumas vezes no MATO GROSSO, onde se imagina que é a origem dessa bacteria!


 Com uma bateria de exames que nao sairam barato, ela descobriu a presenca de Ehrlichia e que possivelmente a foxy esta tao doente por isso.


hoje ela estava melhor pois estava sendo alimentada com aquele composto que tem tudo que ela precisa para se alimentar junto com o soro, estou mais confiante!


 


desejo muita forca pra todos que tem bichinhos com esses problemas, pq eu sei como esta sendo sofrido! nao poupem esforços para salvar seus bixinhos e confiem nos BONS e EXPERIENTES profissionais! sao eles que sempre curam a nossa dor e nossos amadicosss!

Inicio da página

Aureni Pêgo

1 Mensagens

Postada em - 13/11/2011 :  17:26:53  Mostrar perfil  Incluir mensagem com citação  Incluir mensagem

 


No caso da doença causada pelo carrapato ao cão,pode ser antibióticos que atuam em gran-negativos,podendo ser cefalexina ,tetraciclina etc etc.

Inicio da página

adrianamarins

1 Mensagens

Postada em - 14/11/2011 :  20:30:20  Mostrar perfil  Click to see adrianamarins's MSN Messenger address  Incluir mensagem com citação  Incluir mensagem
 ESTOU MUITO TRISTE NO DIA 20 O MEU LABRADOR COMEÇOU A TER HEMORRAGIAS MUITO FORTES E CORRI P O VETERINARIO C ELE AO ME DA O DIAGNOSTICO O VETERINARIO ME DISSE Q ERA A DOENÇA DO CARRAPATO, O SANGRAMENTO CEDEU E AGORA ESTOU CUIDANDO MUITO BEM PARA Q ELE RESISTA A ESTA DOENÇA. GOSTARIA DE SABER SE ELE PODE TER UMA HEMORRAGIA INTERNA. OBRIGADA
adrianamarins
Inicio da página
Page: of 2 Tópico anterior Tópico Próximo tópico  
Next Page
 Novo tópico  Responder o tópico
 Imprimir
Ir para:
Site do Cachorro © 2000-2002 Snitz Communications Topo da página
Snitz Forums 2000